🥁🪕 As Origens do Choro 🪕 🥁

Gravado na Casa da Cultura de Uberlândia/MG - 11/02/2021

Repertório

1. Flor Amorosa (1880) (Joaquim Callado)

2. Brejeiro (1893) (Ernesto Nazareth)

3. Corta-Jaca (1895) (Chiquinha Gonzaga)

4. Odeon (1909) (Ernesto Nazareth)

5. Choros No.1 (1920)  (Heitor Villa-Lobos)

6. Sons de Carrilhão (1926) (João Pernambuco)

7. Vou Vivendo (1941-1946) (Pixinguinha)

Arthur Forattini Dias

@forattini_arthur

Cursa o bacharelado em Música (Violão) pela Universidade Federal de Uberlândia, onde é aluno do Prof. Maurício Orosco.

 

Participou da Camerata de Violões da UFU durante os anos de 2014 e 2015.

Atua em recitais e em projetos culturais na cidade de Uberlândia como solista e em grupos de câmara.

Desenvolve também arranjos e composições para violão, violino, piano, cello, coral, trios, quartetos e diversas outras formações.

Atualmente, pesquisa transcrições para violão sob orientação do prof. Maurício Orosco.

Participou de cursos e masterclasses com os violonistas Eduardo Fernández, Edson Lopes, Cainã Cavalcante, Diego Salvetti, Luis Leite e o alaudista Diego Leveric. 

Christhian Beschizza

@alimento_dos_deuses

Mestre em Musicologia e Bacharel em Música (Violão) pela UFU, e Licenciado pelo Claretiano.

Especializou-se em Música Antiga, Revisão Crítica de Repertório, Produção Musical e Edição Audiovisual.

Desde 2016, é diretor do estúdio Fundação Alimento dos Deuses, desempenhando elaboração de projetos; captação de recursos; arte gráfica; composição e arranjo; gravação e tratamento de áudio; filmagem e edição de vídeo.

Desde 2017, vem trabalhando como docente nos Conservatórios de Uberaba e Uberlândia, onde coordena a Camerata Dedilhada de Uberaba. Além disso, publica Revisões Críticas de Repertório com partituras e tablaturas, especializado em música antiga, viola e violão clássico,

disponíveis gratuitamente em seu site.

Gustavo Dias

@violingustav

Bacharelando em violino na UFU,

violinista concursado da Orquestra Municipal de Uberaba.
Gustavo atuou como docente dos Conservatórios de Uberlândia e Uberaba e na secretaria social da prefeitura de Uberlândia, bem como em projetos musicais diversos.


Em sua trajetória artística, Gustavo apresentou-se com diversas orquestras da região e também no estado de São Paulo. Seus trabalhos com violino são requisitados por vários grupos musicais regionais, gravando videoclipes, produções musicais e participando de diversos shows e eventos.

Tem trabalhado em parceria com a Fundação Alimento dos Deuses na produção de diversos projetos:

Quartetos de Bach

As Origens do Choro

Contemplando a Harmonia

Santuários Sonoros

Rafael Alves

@rafaabatera

Músico percussionista - Performer, pesquisador e educador musical (pós-graduado em educação pelo Instituto Brasileiro de Formação), com trabalhos que vão dos Ritmos brasileiros à Percussão Contemporânea.

Iniciou suas práticas musicais na infância passando por fanfarras, Terno de Congada e pela Banda Mirim (Ituiutaba MG). O interesse profissional pela música se estabilizaria em seguida, atuando desde então como baterista e percussionista em projetos de diversos gêneros e estilos.

Bacharel em Música - Percussão Sinfônica - pela Universidade Federal de Uberlândia.

Na graduação foi bolsista de extensão na OPC – Orquestra popular do cerrado (Big Band) e membro do Grupo de Percussão da UFU. Através de suas pesquisas vem participando de eventos e festivais de música em diversos estados do Brasil, atuando em concertos e tendo aulas com renomados músicos do cenário nacional e internacional.

Atualmente é professor das classes de bateria e percussão do CEMARB - Conservatório Estadual de Música de Araguari. Ministra aulas e oficinas de percussão popular e desde 2017 desenvolve o workshop - "Bateria Universitária com formação de Escola de Samba", para baterias universitárias de Uberlândia e região.

Mikael Marcos

@mikaxarpi

Estudou no Conservatório de Uberlândia, onde participou de sua primeira produção em 2013, como percussionista na gravação do DVD “Um Cantinho um Violão”. Atualmente, é Licenciando em Música - Habilitação em Percussão pela UFU, onde participa ativamente na área de Performance Musical, participando do Grupo de Percussão da UFU e da Orquestra Popular do Cerrado.

 

Especializou-se em bateria no jazz e desenvolve repertório solista para marimba e vibrafone.

É produtor cultural das bandas de jazz Trio Maresias, Cozinha de Fogo, J.P. China quarteto, Mateus Morbeck trio. Também produz o álbum Contemplando a Harmonia, com os músicos do Alimento dos Deuses apresentando um repertório de mantras acompanhados por dança, com incentivo do PMIC Uberlândia.

Justificativa

De acordo com o violonista e professor Daniel Lovisi, na segunda metade do século XIX, o Brasil foi o cenário do encontro de músicas europeias com sonoridades afrobrasileiras que deram origem a um novo gênero musical, o Choro. Os primeiros chorões foram músicos capazes de “amolecer” as polcas europeias, dando não apenas um sotaque brasileiro aos ritmos estrangeiros, mas contribuindo para fixar um gênero que se tornou uma das bases da música popular urbana do país a partir das últimas décadas do século XIX e início do século XX.

 

Um século e meio após seu surgimento, o choro segue presente na paisagem sonora brasileira, inspirando diversos intérpretes e compositores, revisitando sempre seus cânones mas sem deixar de lado as possibilidades de abertura para as novidades. Muitas composições ocupam lugares inabaláveis na memória afetiva e social e fazem com que esse gênero musical seja tomado como uma das representações mais fortes da nação no campo da arte e da cultura.

Objetivo

Apresentaremos obras de domínio público de Heitor Villa-Lobos, Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Joaquim Callado, Pixinguinha e João Pernambuco através da filmagem de um programa de expressão artística, com interlúdios de comentários históricos e biográficos sobre o gênero e os compositores selecionados.

Também disponibilizamos os arranjos preparados pelo grupo em PDF

na página do projeto no site do estúdio de produção musical.

A partir dessa produção, teremos a oportunidade de sedimentar o projeto para apresentar o programa ao vivo à sociedade uberlandense.

 

Início

Fundação Alimento dos Deuses

Estúdio de Produção Musical

CNPJ 32.616.693/0001-38

Uberlândia e Uberaba/MG

2016-2021©