Teoria da Música III: Intervalos

São as relações entre duas notas. Podem ser classificados como:

SIMPLES: Quando se acha contido dentro de uma oitava;

COMPOSTO: Caso ultrapasse uma oitava. (Não se preocupe, 9º, 11º e 13º serão vistas numa lição bem posterior);

 MELÓDICO: Quando estiverem em diferentes tempos; e

HARMÔNICO: Se soarem juntos.

O intervalo será ascendente se o segundo som for mais agudo que o primeiro e será descendente caso o segundo som seja mais grave que o primeiro.

Será conjunto o intervalo de Segunda Maior ou Segunda Menor e serão disjuntos todos os outros.

Os intervalos, em sua forma mais básica, são:

  • 1ºJ – UNÍSSONO – a mesma nota (não confundir com oitava) – Dó – Dó …

  • 2ºm – SEGUNDA MENOR – um semitom – Mi – Fá, Si – Dó, Fá#- Sol, Sol – Sol#…

  • 2ºM – SEGUNDA MAIOR – um tom inteiro – Dó – Ré, Ré – Mi, Fá – Sol, Dó#-Ré#, Mi – Fá#…

  • 3ºm – TERÇA MENOR – um tom e meio – Dó – Mib, Si – Ré, Ré#-Fá ….

  • 3ºM – TERÇA MAIOR – dois tons- Dó – Mi, Mi – Sol, Lá – Dó#…

  • 4ºJ – QUARTA JUSTA – dois tons e meio – Dó – Fá, Si – Mi, Sol# – Dó…

  • 5ºd – QUINTA DIMINUTA – três tons – o famoso TRÍTONO – Si – Fá, Si#-Fá#, Sib – Fáb, Dó -Solb…

  • 5ºJ – QUINTA JUSTA – três tons e meio – Si – Fá#, Dó – Sol, Mib – Sib…

  • 6ºm – SEXTA MENOR –  quatro tons – Fá# – Ré, Dó – Láb…

  • 6ºM – SEXTA MAIOR –  quatro tons e meio – Fá – Ré, Mi – Dó#…

  • 7ºm – SÉTIMA MENOR – cinco tons – Dó – Sib, Mi – Ré…

  • 7ºM – SÉTIMA MAIOR – cinco tons e meio – Dó – Si, Fá – Mi, Sol – Fá#…

  • 8ºJ – OITAVA JUSTA – seis tons (cinco tons [2ºM, 4ºJ, 5ºJ, 6ºM, 8ºJ/1ºJ] e dois semitons[3ºM e 7ºM]) – Dó – Dó, Sib – Sib…

O intervalo entre Si e Fá é o único intervalo natural (sem acidentes) de 5ºd. Quando pensando em intervalos envolvendo acidentes, é mais facil classificar o intervalo com ambas as notas bequadro e depois adicionar os acidentes. Ex.:

  •       Fá – Dó – 5º Justa

  •       Fá# – Dó – 5º Diminuta

  •       Fá – Dó# – 5º Aumentada

  •       Fá# – Dó# – 5º Justa

  •       Fáb – Dó – 5º Aumentada

Quando analisando os intervalos sem acidentes, passar tanto pelo Mi quanto Si formará uma 3º Menor, caso passem por ambos, serão 6º e 7º Menores.

  •       Ré – Fá – 3ºm (passa pelo Mi sem envolver acidentes)

  •       Sol – Si – 3ºM (não passa por Si ou Mi)

  •       Lá – Dó – 3ºm (passa pelo Si sem envolver acidentes)

  •       Lá – Dó# – 3ºM (Passa pelo Si, apesar disso o Dó foi elevado meio tom para atingir a 3ºM)

  •       Fá#- Lá – 3ºm (não passa por Si nem Mi, embora Fá tenha sido elevado meio tom para formar a 3ºm)

  •       Dó – Lá – 6ºM (passa apenas pelo Mi sem envolver acidentes)

  •       Lá – Fá – 6ºm (passa por Mi e Si sem envolver acidentes)

  •       Si – Sol# – 6ºM (passa por Si e Mi, sendo classificado 6ºm, contudo observe o sustenido elevando meio tom em Sol, formando uma 6ºM)

  •       Mi – Ré – 7ºm (passa por Mi e Si sem envolver acidentes)

  •       Sol – Fá# – 7ºM (passa por Mi e Si, sendo classificado 7ºm, mas veja que o Fá foi elevado meio tom pelo sustenido, formando assim uma 7ºM)

NOTAS ENARMÔNICAS são aquelas que possuem grafias diferentes para representar o mesmo som, como por exemplo Db e C#. Por enquanto, essa forma diferente de se escrever pode parecer banal, mas como poderão ver no diagrama do ciclo de quintas, será importante para entende-lo.

 

INTERVALOS ENARMÔNICOS se formam quando os intervalos são formados por dobrado-sustenidos ou dobrado-bemóis, observando que, por exemplo, Dó – Ré será sempre uma segunda independente dos acidentes:

  • Um intervalo menor, quando decrescido de um semitom, se transforma em um intervalo diminuto;

  • Um intervalo maior, quando acrescido de um semitom, se transforma em um intervalo aumentado;

  • Um intervalo diminuto, quando decrescido de um semitom, se transforma em um intervalo superdiminuto;

  • Um intervalo aumentado, quando acrescido de um semitom, se transforma em um intervalo superaumentado;

  • Um intervalo justo ou perfeito, quando decrescido de um semitom, se transforma em um intervalo diminuto;

  • Um intervalo justo ou perfeito, quando acrescido de um semitom, se transforma em um intervalo aumentado;

 

INVERSÃO DE INTERVALOS: os intervalos podem ser invertidos para uma classificação mais fácil ou para a cifragem da inversão de baixos em acordes. Uma boa dica é que a soma dos intervalos originais e resultantes sempre totalizará 9. As inversões sistematizadas:

Muito bem, agora seu avanço quanto aos intervalos depende de seu estudo. Pratique a identificação em todos os intervalos que se deparar durante a leitura de partituras e em breve estará reconhecendo cada um com a rapidez necessária para a continuidade dos seus estudos harmônicos. Continuarei na próxima lição com o Ciclo de Quintas.

Christhian Beschizza

compositor, violonista, produtor, editor, autor e psiconauta

(34)99872-6957

Currículo

Fundação Alimento dos Deuses

Educação e Produção Musical

CNPJ 32.616.693/0001-38

Uberaba/MG

2016-2020©