Logo-evento.png
elemento-mandala.png
lançamento contemplando a harmonia
contemplando a harmonia capax.jpg
programa contemplando a harmonia.jpg
contemplando.jpg

O grupo Alimento dos Deuses convida você para visitar um mistério antigo de elevação serena, acalanto e contemplação.

Apresentamos uma escuta erudita de oito mantras em Sânscrito e Tibetano, entre arranjos de música antiga, dança e composições autorais.

Contemplando a Harmonia contém 12 faixas com interlúdios instrumentais, sendo sete mantras em sânscrito, três mantras tibetanos e dois solos do repertório erudito.

Christhian Beschizza

(Canto, Cordas Dedilhadas)

Carol Vaz

(Canto, Dança, Flauta)

Gustavo Dias

(Violino)

Mikael Silva

(Tampura, Gongos, Sinos, Carrilhão, Tambor, Glockenspiel, Marimba, Vibrafone)

 

Raphael Gonçalves

(Violoncelo)

Carlo Arruda

(Espineta)

Lorrayne Tomé

(Canto)

Thiago Ayer

(Viola)

Num contexto cultural estéril pelas dissonâncias da vida urbana,

semeamos consciência com nossa arte visionária

 Mantras são objetos de meditação que invocam aspirações elevadas, de culturas orientais milenares

 

1/6
1/6
mantra.jpg

Sobre o Alimento dos Deuses

Apresentamos um repertório de Dança Odissi e Música Erudita e composições autorais com instrumentação World Music

O grupo Alimento dos Deuses foi formado em 2016 pelo casal Christhian Beschizza (direção, arranjos, composições, canto e cordas dedilhadas) e Carol Vaz (canto, dança odissi e produção cênica) com acompanhamento de Mikael Marcos (produção cultural e percussão) e Gustavo Dias (violino). 

O Alimento dos Deuses apresenta um repertório de mantras e dança em atmosfera elevada, apresentando arranjos de música barroca e renascentista com composições autorais de mantras para polifonia vocal. 

O grupo apresentou-se para públicos interessados em música erudita e world music, em Uberaba, Uberlândia e Araguari, em teatros, igrejas, centros de meditação e espaços de yoga.

Entre 2020 e 2022, convidados diversos contribuíram para produção e lançamento de nosso álbum Contemplando a Harmonia: Mantras em Sânscrito e Tibetano, como Tiago Abreu (Canto, Harpas, Teclas, Sopros, Percussão), Lorrayne Tomé (Canto), Thiago Ayer (Viola) e Raphael Gonçalves (Violoncelo).

Para o lançamento de seu álbum e divulgação audiovisual da produção, o projeto já recebeu incentivo do PMIC Uberlândia, Lei Aldir Blanc de Uberaba e Cultura na Comunidade de Uberlândia.​

Contemplando a Harmonia contém 12 faixas com interlúdios instrumentais, sendo sete mantras em sânscrito, três mantras tibetanos e dois solos do repertório erudito.

 

O repertório consiste em arranjos de música barroca e renascentista com composições autorais de mantras para polifonia vocal, instrumentos de cordas dedilhadas (violão, viola ateorbada, violaúde, harpa), cordas arcadas (violino, viola e violoncelo) e percussões (sinos, tambores, gongo, tampura, glockenspiel, marimba, vibrafone).

capa do livro contemplando.jpg

Clique abaixo para acessar o PDF do

nosso livro de repertório completo